Blogueira alerta sobre risco de infecção urinária prejudicar trompas

Após ter uma gravidez ectópica e passar por uma perda gestacional, a influencer Camila Monteiro afirmou ter descoberto que uma doença bastante comum que foi presente em toda a sua adolescência pode ter ligação com o problema de fertilidade. Conforme explicou a blogueira, ela teve mais de uma infecção urinária que ficou sem o devido tratamento – e especialistas explicam que há, sim, uma relação.

Infecção no trato urinário pode causar infertilidade

Nos últimos meses, a blogueira Camila Monteiro teve uma gravidez ectópica, algo caracterizado pela fixação do embrião em uma das trompas em vez de no útero. Ali, não há espaço para o bebê crescer, e ela teve então de interromper a gravidez e retirar a trompa. No procedimento, porém, ela descobriu que a outra tuba uterina não era funcional – e tudo isso pode ter como causa algo comum: infecções urinárias.

Semanas após o ocorrido, Camila usou as redes sociais para afirmar que, de acordo com médicos, o fato de ela ter sofrido incontáveis infecções urinárias durante a vida pode ter influenciado no problema de fertilidade. “Principalmente quando era mais nova, gente, eu tinha demais. A cada dois meses eu estava com algum problema. E, na maioria das vezes, eu fui negligente, não cuidei como deveria”, afirmou.

Conforme explica Carla Iaconelli, ginecologista, obstetra e especialista em reprodução humana, infecções no trato urinário podem ter como causa uma série de bactérias diferentes, mas uma em específico, chamada chlamydia trachomatis (clamídia), tem bastante relação com a questão da fertilidade devido ao caráter mais generalizado que este tipo de infecção tem.

“Se ela for detectada na urina, pode causar infertilidade, e o mecanismo é o seguinte: a chlamydia pode causar uma grande infecção chamada doença inflamatória pélvica, e ela chega ao trato genitourinário por via sexual. Como os órgãos reprodutivos se comunicam, ela consegue ascender e chegar até as trompas. Lá, ela causa uma inflamação, e essa inflamação pode comprometer a fertilidade da mulher”, diz.

Uma vez que a infecção afeta as trompas, ela pode causar uma obstrução – que foi justamente o que fez Camila ter de interromper a própria gravidez e investir em um processo de fertilização in vitro (FIV) para engravidar. Em seu alerta, a blogueira aconselhou que as mulheres se atentem a sinais, mesmo que sutis, de doenças assim – e a médica concorda, afirmando que o tratamento precoce pode ser decisivo.

“Dor pélvica, dor ao urinar, corrimento e febre são sinais desta doença inflamatória pélvica, e ao ser diagnosticada, ela deve ser imediatamente tratada com antibióticos. Avaliação médica é fundamental, pois há casos que necessitam de internação. Por outro lado, sabemos que a maioria das infecções deste tipo são assintomáticas, ou seja, é silenciosa”, afirma, aconselhando o uso de preservativos durante todas as relações sexuais para evitar que a bactéria seja contraída.

Fonte: https://www.vix.com/pt/saude/596052/apos-perder-bebe-blogueira-alerta-sobre-risco-de-infeccao-urinaria-prejudicar-trompas?utm_source=next_article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *