Transferência Embrionária

Blastocisto é o nome que se dá a embriões no quinto dia após a fertilização dos óvulos, este embrião tem mais de 100 células e tem maior capacidade de implantação que os embriões no terceiro dia de desenvolvimento, com apenas 8 células.

Durante o desenvolvimento embrionário há uma seleção natural importante, aproximadamente metade dos embriões que estão se desenvolvendo e chegam ao terceiro dia não alcançam o estágio de blastocisto.

A vantagem de manter os embriões em cultivo até este estágio são as evidências de melhora nas taxas de implantação e das taxas de gravidez; além de blastocistos serem considerados embriões bons, o quinto dia após a fertilização é mais próximo da janela de implantação fisiológica.

Outra melhoria importante para que pudéssemos transferir blastocistos rotineiramente foi o domínio da técnica de vitrificação, possibilitando o congelamento e descongelamento com as perdas mínimas.

O conteúdo deste site é meramente informativo e não substitui em hipótese alguma a consulta médica presencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *