FIV – Fertilização In Vitro

carla-iaconelli-medicina-reprodutiva-fiv-fertilizacao-in-vitro-g

FIV é uma técnica de alta complexidade em reprodução humana assistida, porque o encontro do espermatozoide com o óvulo acontece dentro do laboratório.

Esta técnica é utilizada em casais onde normalmente a mulher tem problemas nas trompas ou endometriose, o que pode dificultar a chegada dos espermatozoides até o óvulo. Também pode ser feita em casos de problemas na produção de gametas  (células sexuais masculinas) no homem. Outra situação em que o tratamento pode ser indicado é quando necessita que seja feita a doação de óvulos, em mulheres que não produzem mais ou em caso de casais homossexuais masculinos.

Para a realização da FIV o casal deve passar em consulta e realizar alguns exames para que se possa indicar a técnica com segurança.

Após a estimulação da ovulação com medicamentos durante aproximadamente 10 dias a partir do 2 ou 3 dia do ciclo, a paciente tem seus óvulos capturados por aspiração, com auxilio de ultrassom, sob anestesia. Os óvulos são imediatamente levados ao laboratório de gametas onde são identificados e classificados. Quatro a seis horas depois, os óvulos são inseminados com milhares de espermatozoides, e apenas 1 conseguirá fecundar o óvulo.

No dia seguinte é avaliada a fertilização, pela presença dos dois pro-núcleos (um masculino e um feminino). No segundo dia são avaliadas as características da divisão do embrião (clivagem), e a transferência é feita em 2 a 5 dias após a coleta dos óvulos.

O conteúdo deste site é meramente informativo e não substitui em hipótese alguma a consulta médica presencial.