Febre Amarela: quatro dúvidas para quem é tentante ou gestante:

O Ministério da Saúde não recomenda a imunização em gestantes. Segundo Dra. Carla Iaconelli, especialista em reprodução humana, apenas as grávidas que moram em áreas de risco e com orientação médica devem ser vacinadas contra a febre amarela, sempre avaliando o lado do profissional de saúde x os benefícios e problemas.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a orientação foi passada pelo Ministério da Saúde às unidades da Rede SUS. A medida foi tomada devido a confirmação da circulação do vírus na Região Metropolitana e de casos na capital mineira, de acordo com a secretaria. A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos infectados. Em área rural ou de floresta, os macacos são os principais hospedeiros e a transmissão ocorre pela picada dos mosquitos transmissores infectados Haemagogus e Sabethes. Nas cidades, a doença pode ser transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti. Não há transmissão direta de pessoa a pessoa.

Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

1-Pacientes que estão em programação para tratamento de Fertilização in Vitro podem ser vacinados?
Dra.Carla: Sim, as pacientes que pretendem realizar tratamento de reprodução humana assistida podem ser vacinadas se estiverem em área de risco e com indicação médica. Aquelas que ainda vão começar devem esperar 30 dias para transferir os embriões após tomar a dose.
2-Quem amamenta pode tomar a vacina?
Dra. Carla: Não. A vacinação deve ser administrada em lactantes com orientação médica. Após tomar a vacina, a lactante não pode amamentar por 10 dias. Dessa forma, ela deve extrair o leite e dispensá-lo neste período para não infectar o bebê e não correr o risco de empedrar as mamas. Eu recomendo que a mamãe congele o leite cinco dias antes de ser vacinada para alimentar o recém-nascido durante essa etapa. Vale a dica: se não estiver em lugares de risco da doença, espere até os seis meses para se vacinar.
3-Quais tipos de doenças e alergias são contra indicações para vacinação da febre amarela?
Dra. Carla: Mulheres com alergia a ovo, que usam medicamentos imunossupressores, corticoides ou estão em tratamento de câncer também não devem se submeter à imunização.
4-Se a mãe pegar a doença e estiver amamentando ela precisa parar de amamentar imediatamente?
Dra.Carla: Infelizmente sim, automaticamente ela não vai amamentar, pois sabemos que a Febre Amarela causa muitos danos e sintomas para a saúde, como febre, calafrios, enjoos e indisposição. Em todos os casos, em 48 horas procurar orientação médica.

Contraindicações para vacina da febre amarela:

· Crianças menores de 6 meses de vida,
· Pacientes que sofreram reação a vacina anteriormente

· Idosos com mais de 60 anos devem ser avaliados por um médico antes de se vacinarem,

· Gestantes e lactantes, exceto com indicação médica e orientações,
· Pessoas com alergia grave ao ovo ou outro componente da vacina,
· Portadores de imunossupressão grave,
· Pessoas com quadro febril,
· Pessoas em uso de corticóide em doses elevadas, ou que passaram por transplante de órgãos
· Portadores de doenças: lúpus, artrite reumatoide, doenças de Addison e do Timo (miastenia gravis, timoma), SIDA, doenças hematológicas, devem ser avaliados por um médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *