Doação de Embriões

carla-iaconelli-doacao-embrioes

Assim como a doação de óvulos, a doação de embriões pode ajudar casais onde a mulher precisa de óvulos e o marido de espermatozoides, os embriões já produzidos são doados ao casal e transferidos para o interior do útero da paciente. Também podem se beneficiar pacientes que queiram fazer reprodução independente e não tenham mais óvulos de boa qualidade. As taxas de gestação são excelentes, aproximadamente 50% a cada transferência.

Assim como a doação de óvulos, a doação de embriões é realizada com total sigilo e os casais doadores são anônimos, e também há a possibilidade de realizar uma doação de óvulos e de espermatozoides, produzir um embrião e transferir para o útero da receptora. A mulher do casal de embriões doados sempre tem menos de 35 anos e o homem menos de 45. É realizada uma rigorosa triagem antes de disponibilizar os embriões para doação. São respeitados o tipo sanguíneo e as características físicas do casal como raça, cor e tipo de cabelo e cor dos olhos. Os embriões doados de boa qualidade são transferidos para o útero da receptora.

O preparo da receptora consiste em ultrassonografias seriadas para avaliação do crescimento e espessamento endometrial até atingir a espessura ideal para agendar a transferência dos embriões.

O especialista em Medicina Reprodutiva poderá prescrever medicamentos para ajudar no preparo endometrial, que é basicamente o estrogênio, que pode ser em adesivos, via oral ou via vaginal.

No momento que o endométrio se mostra adequado para marcar a transferência, orienta-se o inicio de uso da progesterona e a transferência é agendada.

O teste de gravidez é realizado de 10 a 12 dias após a transferência.

O conteúdo deste site é meramente informativo e não substitui em hipótese alguma a consulta médica presencial.